Homenagem 2

Por volta de 1946 André Carneiro iniciou a primeira Biblioteca Pública de Atibaia, juntamente com os amigos César Mêmolo Jr, Donozor Lino e Helvécio Scapin. Fato desconhecido por muitos moradores da cidade. Em 13 de dezembro de 1952 ela foi inaugurada e oficialmente recebeu o nome Biblioteca Pública Municipal Joviano Franco da Silveira. O nome foi dado em homenagem a um jornalista, poeta e escritor que viveu no início do século passado.

Em 2009, no Parque das Nações a jovem Naíla Delalana presta sua homenagem a André Carneiro pintando na parede da praça um singelo painel. Na pintura escreveu: Artista multifacetado / artista que transborda / arte que transmite.

Numa das visitas de final de ano André Carneiro passeia de carro pelo centro de Atibaia quando passa em frente à Biblioteca que fundou. Enxergando pouco, em decorrência do agravamento do glaucoma, o filho Maurício, que dirigia o carro, descreve a paisagem.

– Olha André. Pintaram um monte de escritores na parede. Tem Cecília Meireles, Machado de Assis, Carlos Drummond de Andrade…

– Tem minha cara aí?

Vendo a situação, quem estava de carona sugeriu:

– Vamos à Praça do Parque das Nações.

André desceu do carro e foi conferir.

– É. Ficou muito bom.